• Secretários de estado e representantes de órgãos estaduais, participaram da abertura do 2º Summit Iguassu Valley Latinoamerica (SIV 2024), nesta quinta-feira (13) em Foz do Iguaçu. Foram destacadas as iniciativas de inovação do Governo do Estado para a região Oeste e a importância do Iguassu Valley para o desenvolvimento do Paraná. No estande Paraná Mais Ciência, foram lançados o Programa Ambientes Promotores de Inovação para o Oeste, o Novo Arranjo de Pesquisa e Inovação (NAPI) Paraná Faz Ciência e assinada uma parceria com o Aqua-Foz, totalizando um investimento de R$ 9 milhões.
  • Foz do Iguaçu, na região Oeste, sedia nesta quinta e sexta-feira (13 e 14) a segunda edição do Summit Iguassu Valley - Latinoamérica 2024. O evento é organizado pelo ecossistema de inovação da região, o Iguassu Valley, e tem o apoio e ativa participação do Governo do Estado, por meio das secretarias de Inovação, Modernização e Transformação Digital (SEI), Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) Planejamento (SEPL), Fundação Araucária, Fomento Paraná, Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR - Paraná), Celepar e Copel.
  • O lançamento do programa Talento Tech nesta terça-feira (11), em Curitiba, contou com a participação de diversos alunos de Ensino Médio e Superior selecionados e que receberão uma das 3 mil bolsas voltadas à realização de cursos de Tecnologia da Informação e Comunicação.
  • Três mil estudantes dos ensinos médio e superior de 50 cidades paranaenses terão a oportunidade de realizar cursos profissionalizantes na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) por meio do projeto Talento Tech-PR, lançado nesta terça-feira (11) pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior. A iniciativa receberá um investimento inicial de R$ 62 milhões e é fruto de uma articulação conjunta de diversas secretarias e órgãos estaduais, como a Fundação Araucária, em parceria com grandes empresas de tecnologia sediadas ou com operações no Paraná.
Coronavírus

Enfrentamento Coronavírus

Ucranianos

Cientistas Ucranianos

Internacionalização

Araucária Internacional

Cátedra

Cátedra Araucária

Coronavírus

Enfrentamento Coronavírus

As ações de enfrentamento ao Coronavírus da Fundação Araucária objetivam apoiar projetos de pesquisa que contribuam nas políticas do Estado e do País, contra o Covid-19 e outras síndromes respiratórias agudas graves.

Saiba mais »

Ucranianos

Cientistas Ucranianos

As Ações de Acolhimento aos Cientistas Ucranianos tem o objetivo humanitário de receber pesquisadores e suas famílias, integrando-os a partir da vivência acadêmica e social; oportunizando a integração entre a cultura ucraniana e a brasileira, com a transformação da pesquisa em ações para o desenvolvimento social da comunidade paranaense. Veja aqui tudo relacionado a esta ação humanitária do Governo do Paraná por meio da Araucária:

Saiba mais »

Internacionalização

Araucária Internacional

O Programa de Internacionalização da Fundação Araucária visa implementar atividades de apoio ao desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação por meio de parceiros internacionais, focado em regiões estratégicas para o desenvolvimento da CT&I do Paraná.

Acessar >>

 

escola doutoral

Cátedra Araucária

O principal objetivo da Cátedra Araucária é estimular e integrar as pesquisas científicas e a inovação técnica focadas no desenvolvimento territorial sustentável, tendo como referência geopolítica o Eixo Capricórnio em um contexto de mudanças climáticas e de transformação digital. A iniciativa é fundamentada na teoria dos commons, engenharia & gestão do conhecimento e educação digital. 

Acessar

PDI Brasil e Mundo

  • O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) completa 84 anos de fundação nesta quinta-feira (6) executando projetos que vão consolidar a instituição como laboratório público oficial na área da saúde e também que reforçam sua presença no Interior do Estado.
  • Pesquisadores e empreendedores vinculados aos ecossistemas de inovação do Paraná podem se inscrever até 30 de maio em uma chamada pública para apresentação de boas práticas durante o Connect Week Summit 2024. O evento acontecerá de 19 a 21 de junho, em Curitiba, com apoio do Governo do Estado, e pretende reunir mais de 100 expositores e 200 palestrantes ligados às temáticas da ciência, tecnologia e inovação.
  • As universidades estaduais de Londrina (UEL) e Maringá (UEM) estão mais uma vez na lista global das 2.000 melhores instituições de ensino superior, segundo o Center for World University Rankings (CWUR). Na edição de 2024, a UEM subiu duas posições nas classificações nacional e global, e agora é considerada a 33ª universidade mais bem avaliada do Brasil. No ano passado a instituição ocupava a posição 35 nesse estrato. A UEM está classificada como 54ª da América Latina e 1.306ª do ranking geral. A UEL figura como a 38ª melhor do Brasil e 67ª melhor da América Latina. No global, a instituição aparece na posição 1.495.
  • As notas da Prova Paraná poderão garantir o acesso dos estudantes aos cursos das universidades estaduais do Paraná. O governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou nesta segunda-feira (20) o Decreto nº 5.835/24 , que institui a prova como um dos instrumentos de avaliação dos alunos para o ingresso ao ensino superior nas sete instituições públicas paranaenses, junto com o vestibular e outros processos de seleção.

Consultar Protocolo

Pesquise o cadastro e histórico do andamento de processo do Sistema Integrado de Documentos em Tramitação na Administração Estadual.

Registrar Protocolo

Cidadãos, empresas, órgãos e entidades públicas podem fazer solicitações a qualquer órgão do Governo do Estado pela internet.

Assista Todos os vídeos

Programas Bolsa Sênior e de Desenvolvimento da Pós graduação no Paraná
Escola Internacional de Pesquisa e Inovação Colaborativa - 19 de junho
Escola Internacional de Pesquisa e Inovação Colaborativa - 18 de junho
Escola Internacional de Pesquisa e Inovação Colaborativa - 17 de junho
Escola Internacional de Pesquisa e Inovação Colaborativa - 16 de junho