Presidente da Fundação Araucária apresenta balanço das atividades em dez anos de atuação
22/11/2010 - 17:50

O presidente da Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná, Zeferino Perin, palestrou, nesta sexta-feira (19), abrindo a programação da tarde do evento de comemoração dos dez anos da fundação.

Na oportunidade, o presidente apresentou um balanço das atividades realizadas nos últimos anos e explicou que a base de dados fundamentada é resultado de um esforço coletivo “a partir de agora, a avaliação da fundação pode ocorrer com mais frequência”, explicou.

Na sequência, a formação das estruturas institucionais de produção de Ciência, Tecnologia e Inovação no Paraná foi mostrada destacando a criação e atuação das instituições de ensino, assim como, a construção de políticas de fomento. De acordo com o presidente, a fundação vincula-se a um sistema estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação no qual a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) desenvolve práticas relativas às áreas, da mesma forma o Conselho de Ciência e Tecnologia (CCT), Simepar, Tecpar, UGF e FP.

Dessa forma, a missãoda instituição resume-se em apoiar a produção científica e tecnológica, a formação de recursos humanos e a difusão de conhecimentos para a elevação social, econômica e tecnológica do Paraná. Segundo Perin, atualmente 24 programas são executados pela fundação, “o que representa também apoio a projetos de pesquisa desenvolvidos pelas universidades e institutos de pesquisa”.

Parcerias

Zeferino Perin
Presidente da Fundação Araucária,
Zeferino Perin


A implementação da linha de produçaão científica e tecnológica envolve diferentes programas voltados ao desenvolvimento estadual nessas áreas. Muitos desses programas são realizados através de parcerias estabelecidas com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e outros com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

Ainda de acordo com o presidente, o apoio à Produção Científica e Tecnológica inclui diferentes programas, tais como Pesquisa Básica Aplicada, Apoio aos Núcleos de Excelência, Programa Primeiros Projetos ou Jovens Pesquisadores. Destacam-se ainda programas específicos para área de saúde, tais como o Programa de Pesquisa para o SUS (PPSUS) e o de Apoio a Recém-Doutores na Área da Saúde.

Outro programa inserido nessa ação é o de Apoio à Pesquisa em Empresas (PAPPE), para atendimento à demanda de micro e pequenas empresas que necessitem desenvolver ou adequar seus produtos ou processos produtivos.

Os investimentos também fizeram parte da apresentação realizada pelo presidente. Nesse contexto, as Instituições Estaduais de Ensino Superior (IEES) receberam mais de R$ 167 milhões em investimentos ao longo dos dez anos de trabalho. Da mesma forma os programas de Fomento à Produção Científica e Tecnológica: R$ 64,1 milhões; Verticalização do Ensino Superior e Formação de Pesquisadores: R$ 66,1 milhões; Iniciação Científica: R$ 28,6 milhões; Qualificação Docente: R$ 6,8 milhões; Disseminação Científica e Tecnológica: R$ 51,5 milhões.

Para finalizar, pesquisadores e dirigentes das IEES mandaram depoimentos parabenizando a agência pelo trabalho realizado e o presidente encerrou a palestra destacando que a Fundação Araucária é um componente fundamental do patrimônio institucional
e do capital social, científico, tecnológico e de inovação do Estado, assim, “zelar pela instituição é dever de todos os paranaenses”.

Fonte:  Assessoria de Imprensa

Últimas Notícias