NAPI Centro-Sul terá investimento de R$ 700 mil em 2021
14/12/2020 - 10:22

Durante a cerimônia de lançamento do Novo Arranjo de Pesquisa e Inovação (NAPI) Centro-Sul, nesta sexta-feira (11), foi oficializado o MoU (Memorandum of Understanding) entre a Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) e a Fundação Araucária (FA), que permitirá o lançamento de chamadas públicas em 2021. Serão investidos R$ 700 mil ao longo do próximo ano.

“Este NAPI regional vai possibilitar a articulação de temas relevantes para o Centro-Sul do Estado em favor do desenvolvimento daquilo que é prioridade. Estamos atendendo uma demanda importante que foi nos apresentada e, a partir de um planejamento específico, vamos abrir editais direcionados para esta região. Já estão garantidos R$ 700 mil da Seti e da FA para o próximo ano”, afirmou o superintendente da Seti Aldo Bona.

O Fórum de Ciência, Tecnologia e Inovação de Guarapuava solicitou a implantação do NAPI para o Ecossistema Regional Centro-Sul, que envolve cerca de 40 municípios e 600 mil habitantes na região Centro-Sul do Paraná.

O objetivo é fomentar o Ecossistema de Inovação dessa região do Estado, inicialmente com edital de apoio financeiro para ideias empreendedoras em distintas áreas da Economia.

O presidente da FA Ramiro Wahrhaftig, ressaltou que é preciso a participação de todos os atores para que haja o desenvolvimento do Ecossistema de Inovação. “Precisamos da participação das nossas universidades, principalmente do maior ativo que a sociedade paranaense tem hoje que são os nossos doutores e mestres presentes nas instituições de ciência e tecnologia do Paraná. O Estado tem uma possibilidade enorme de criar riqueza, emprego e renda devido ao potencial humano de nossas instituições”, disse.

O Fórum de Ciência, Tecnologia e Inovação de Guarapuava, considera prioritário o movimento de apoio ao empreendedorismo inovador e de alto impacto, assim como apoio às startups e/ou empresas nascentes de base tecnológica na região.

O diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da FA, Luiz Márcio Spinosa, explicou que, previamente, foram identificadas como estratégicas as áreas: 1) Agrotech, 2) Comunicação e Transformação Digital, 3) Engenharias e Arquiteturas, 4) Healthtechs e 5) Tecnologia da Informação. Podendo ser trabalhadas de forma conjunta ou isoladas. “Será usada para este NAPI uma metodologia focada na ideação nas áreas indicadas pelo Fórum. Devem ser contemplados 15 projetos de origem da academia e 10 projetos abertos, que devem ser desenvolvidos em 12 meses”, comentou.

As instituições participantes firmarão um Protocolo de Intenções que tem por objeto o compromisso de instituir a cooperação técnico-científica entre os Partícipes, com vistas ao desenvolvimento de programas, projetos e atividades no campo da pesquisa, ensino, desenvolvimento tecnológico, produção, informação técnico-científica e inovação, contribuindo para a constituição do NAPI Centro-Sul para alavancagem do Ecossistema Regional de Inovação da Região Centro-sul.

“O NAPI Centro-Sul é uma excelente estratégia de desenvolvimento regional. Nós temos um ecossistema bastante rico, com universidades, faculdades e centros universitários que têm uma sinergia forte com o terceiro setor e com a iniciativa privada. Este cenário vai ser um importante diferencial para o desenvolvimento deste Novo Arranjo de Pesquisa e Inovação”, destacou o membro da Câmara de Educação do Fórum da Ciência, Tecnologia e Inovação de Guarapuava, diretor de Relações Institucionais da Unicentro e do Cilla Tech Park, Marcio Fernandes.

NAPIS - Os NAPIs têm como objetivo conduzir a produção de conhecimento de forma colaborativa pelos pesquisadores paranaenses, incitados por demandas reais de desenvolvimento de setores estratégicos para o Estado, focando-se na criação de riqueza e bem-estar e levando a maior assertividade dos instrumentos de apoio da Araucária e, consequentemente, melhor retorno sobre investimentos em P&D.

 

Últimas Notícias