Governo do Estado impulsiona pesquisa e inovação com investimentos de mais de R$ 47 milhões
22/12/2021 - 10:30

Ainda sofrendo as consequências da crise econômica gerada pela pandemia, o setor de ciência, tecnologia e inovação (CT&I) passa por um momento difícil em nível nacional com o corte de recursos. No Paraná o setor continua entre as prioridades do Governo do Estado que, junto com parceiros, investiu R$ 47,120 milhões em 2021 por meio da Fundação Araucária (FA).

Deste total, os recursos da Araucária somaram R$ 34,124 milhões e os recursos de parceiros, como a Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior,  totalizaram R$ 12,996 milhões, podendo ainda ser ampliado. Foram lançadas 17 Chamadas Públicas, 29 Processos de Inexigibilidade e concedidas 4539 bolsas de pesquisa. 

“Temos trabalhado incansavelmente para que o Paraná esteja entre os estados mais inovadores do País, como defende o nosso governador. Além dos recursos estaduais, buscamos parcerias regionais e internacionais que também entendem a importância da ciência para o desenvolvimento socioeconômico do Paraná e do Brasil”, afirmou o presidente da FA Ramiro Wahrhaftig. 

Combate à Pandemia – Com a pandemia do coronavírus, o Governo do Estado por meio da Fundação Araucária, com a liderança da Superintendência da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, com o apoio da Secretaria da Saúde e da Itaipu, deu continuidade às ações iniciadas em 2020 e que tiveram investimento de mais de R$ 14,5 milhões de reais na contratação de bolsistas nas áreas da saúde, para o auxílio do trabalho nas regionais, divisas do estado e em hospitais espalhados nos 399 municípios do Paraná.

Em 2021, várias chamadas públicas tiveram a recomendação de priorizar projetos que contemplassem pesquisas  relacionadas à pandemia do coronavírus. Entre as ações estão os Programas Institucionais de Apoio à Inclusão Social, Pesquisa e de Extensão Universitária – PIBIS/PIBEX, de Bolsas de Iniciação Científica e em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBIC & PIBIT) e de Pesquisa para o Sistema Único de Saúde (PPSUS) 2020. A Araucária também lançou a chamada pública Saúde Tech PR em parceria com o Senai Paraná. 

Destacam-se ainda os programas de Apoio Institucional para Ações Extensionistas junto à Rede Paranaense de Diagnóstico Molecular de Sars-Cov-2, o Projeto UEL Pela Vida, Contra o Coronavírus (Telemedicina) e o Indicadores de Vulnerabilidade Socioambiental à Expansão da Dovid-19 no Paraná.

Rotas estratégicas de CT&I - Uma grande mobilização envolvendo a participação de representantes dos setores empresarial, acadêmico e governamental, além da sociedade civil organizada, foi iniciada este ano no Paraná para a construção coletiva de rotas estratégicas regionais de ciência, tecnologia e inovação (CT&I). 

Na primeira etapa do projeto estão sendo realizadas ações direcionadas às regiões Oeste, Norte, Litoral e Região Metropolitana de Curitiba. A iniciativa é fruto de uma parceria entre o Governo do Estado, por meio da Fundação Araucária e da Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, e o Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), sendo conduzida metodologicamente pelo Observatório Sistema Fiep.

“Será uma importante contribuição que nos ajudará na tomada de decisão em relação ao fomento, ao aporte de recursos nos projetos de pesquisa. Entenderemos melhor as especificidades de cada região, já que temos nove grandes ecossistemas de inovação”, afirmou o diretor de CT&I da Fundação Araucária, Luiz Márcio Spinosa. 

NAPIs - Em 2021 também foram desenvolvidas várias ações para fortalecer os ecossistemas de inovação com a implantação de Novos Arranjos de Pesquisa e Inovação (NAPIs). Os novos arranjos reforçam e priorizam a pesquisa desenvolvida pela extensão, que impulsiona o crescimento da sociedade. Com os seis lançados neste ano já são 22 implantados ou em implantação. 

Internacionalização - Nos últimos meses, a Fundação Araucária fortaleceu ainda mais as parcerias internacionais, em especial com           o Reino Unido e China, por meio da Missão Técnica Virtual Araucária e UK: Healthtech Cooperation e do Fórum Brasil & China voltado ao debate das áreas de ciência, tecnologia e inovação dos dois países.

Conheça melhor o trabalho realizado pela Fundação Araucária no site www.fappr.pr.gov.br .