Araucária apresenta o Relatório Parcial de 2020 e Planejamento de atividades para 2021 ao Conselho Superior
18/11/2020 - 17:18

Com os objetivos de apresentar o Relatório Parcial de Atividades e a Prestação de Contas Financeira de 2020 e o Planejamento da Fundação Araucária (FA) do ano de 2021, foi realizada na última semana, uma reunião  online com todos os membros do Conselho Superior da FA. 

No ano de 2020 foram lançadas 18 Chamadas Públicas  e 11 Processos de Inexigibilidade disponibilizando R$ 59.165.392,80. Deste total, os recursos da Araucária somaram R$30.732.152,80 e os recursos de parceiros totalizaram R$ 28.433.240,00. Importante ressaltar a participação da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Inovação no co-fomento de diversas Chamadas em 2020.

“A prioridade do Governo do Estado é o desenvolvimento de pesquisa aplicada e investimento em ciência e tecnologia voltadas à priorização e indução destes recursos para soluções dos problemas enfrentados pela sociedade. É o que a Fundação Araucária também realiza por meio dos editais que disponibiliza”, ressaltou o superintendente da ciência, tecnologia e ensino superior e presidente do conselho superior, Aldo Bona.

Seguindo uma orientação do Governo do Estado, a Araucária priorizou o fomento à pesquisa e ações de combate à Covid-19. Mais uma vez as universidades foram destaque atuando intensivamente no enfrentamento ao novo coronavírus com as atividades de extensão.

“O que temos de mais importante no Estado hoje é o nosso Sistema de Instituições de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. As 12 instituições públicas existentes (sete estaduais e cinco federais), são as grandes responsáveis pelo posicionamento do Paraná que oscila entre segundo ou terceiro lugar no ranking nacional de tecnologia”, destacou o presidente da Fundação Araucária, Ramiro Wahrhaftig.

Desde 2019, a Araucária inseriu o conceito de Novos Arranjos de Pesquisa e Inovação, designados por NAPIs, como um novo modelo de fomento para fins de orientação das ações da instituição no período 2019-2022. Os NAPIs sustentam uma visão sistêmica levando a maior integração das Chamadas Públicas e dos Processos de Inexigibilidade à Araucária e, com isto, maior assertividade dos investimentos em Ciência, Tecnologia e Inovação. 

“O entendimento dos NAPIs também permite a reorganização de processos internos e externos, o relacionamento com parceiros e a captação de recursos. O fortalecimento dos ecossistemas de inovação do Paraná sintetiza o esforço a ser empreendido por meio deste modelo. A Araucária estruturou 25 NAPIs, sendo que alguns já foram implantados e outros estão em fase de implementação”, informou o diretor de ciência, tecnologia e inovação, Luiz Márcio Spinosa.

Com a pandemia do coronavírus, o Governo do Estado por meio da Fundação Araucária, com a liderança da Superintendência da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, com o apoio da Secretaria da Saúde e da Itaipu, investiu nos últimos meses mais de R$ 14,5 milhões de reais na contratação de bolsistas nas áreas da saúde, para o auxílio do trabalho nas regionais, divisas do estado e em hospitais espalhados nos 399 municípios do Paraná.

Desde o mês de abril, aproximadamente 1.200 bolsistas atuam em projetos de extensão em diferentes frentes, voltados ao combate e à prevenção da Covid-19. A grande ação envolve profissionais e estudantes da área da saúde, coordenados por professores das universidades estaduais paranaenses e da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Os projetos integram o Programa de Apoio Institucional para Ações Extensionistas de Prevenção, Cuidados e Combate à Pandemia do Novo Coronavírus, e as bolsas têm duração de até dia 31/12/2020.

“Essa iniciativa que envolveu a área de extensão das universidades não só previne e enfrenta o coronavírus, mas também contribui na formação de profissionais, e na transformação deles em cidadãos”, disse a representante das instituições estaduais de ensino superior público – IEES no Conselho Superior e pró-reitora de extensão e cultura da Universidade Estadual de Maringá, Débora de Mello.

Por fim, o Conselho Superior da Fundação Araucária aprovou a estimativa de aplicação de recursos que serão aplicados por linha de ação na instituição entre os anos de 2021 e 2022, são elas: linha 1: R$35.874.000,00, linha 2: R$10.208.000,00 e linha 3: R$1.000.000,00, totalizando o valor de R$47.081.000,00.

XXVII Reunião do CCT PARANÁ 

Com o objetivo de apresentar detalhadamente a Prestação de Contas e a Previsão Orçamentária dos investimentos, com recursos do Fundo Paraná, foi realizada nesta terça-feira (17) a XXVII Reunião do Conselho Paranaense de Ciência e Tecnologia. Na ocasião, o relatório de gestão do Fundo Paraná 2019 (até 31/12/2019) e parcial 2020 (até 06/11/2020), a relação de projetos estratégicos de pesquisa e inovação 2019, a gestão e operacionalização do Fundo Paraná, a apresentação das novas áreas prioritárias e a previsão orçamentária dos recursos do Fundo Paraná para 2021 foram detalhadas pelas unidades de fomento: Unidade Gestora do Fundo Paraná - UGF, Fundação Araucária e TECPAR, para conhecimento e deliberação do CCT – PR.

Ficou também definido que o investimento em ciência, tecnologia e inovação será aplicado nas seguintes áreas prioritárias: agricultura e agronegócio, biotecnologia e saúde, energias sustentáveis, renováveis e inteligentes, cidades inteligentes, sociedade, educação e economia. Os condicionantes - chave são a transformação digital e o desenvolvimento sustentável 

 

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias