Fundação Araucária

18/04/2019

Sinapse da Inovação Paraná já tem mais de mil participantes cadastrados

Faltando pouco mais de uma semana para o encerramento do prazo de inscrições para o Programa de Incentivo ao Empreendedorismo Sinapse da Inovação, já foram cadastrados quase 1044 participantes e 270 propostas submetidas na primeira edição do programa no Paraná. Promovido pelo Governo do Estado, por meio da Fundação Araucária, com execução da Fundação CERTI e o apoio do SEBRAE e Sistema FIEP, as propostas de ideias inovadoras de todo o estado podem ser submetidas por meio do portal http://sinapsedainovacao.com.br/pr.

O Sinapse da Inovação tem como objetivo transformar e aplicar as boas ideias geradas por estudantes, pesquisadores e profissionais de diferentes setores do conhecimento e econômicos, em negócios de sucesso, oferecendo recursos financeiros e capacitações. Nesta primeira edição paranaense serão selecionadas até 100 ideias inovadoras que receberão até R$ 40 mil em subvenção econômica da Fundação Araucária e capacitação empreendedora para o desenvolvimento do produto e modelo de negócio.

O Programa faz parte de um novo conjunto de iniciativas da Fundação Araucária, que visam a construção de Novos Arranjos de Pesquisa e Inovação (NAPIs) no Paraná. Com um investimento global do Governo do Estado de até R$ 4 milhões nas startups selecionadas, o Sinapse contribuirá com o fortalecimento dos ecossistemas de inovação e dos setores econômicos relevantes da economia paranaense.

“A expectativa é passarmos de mil ideias submetidas. As áreas de TI e Comunicação, Gestão e Saúde e Bem Estar são as com o maior número de propostas submetidas até o momento”, ressaltou o diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Araucária, Márcio Spinosa. 

As inscrições para o Sinapse da Inovação Paraná estão abertas até 03 de maio, no site www.sinapsedainovacao.com.br/pr

 

Como funciona

O processo de seleção é composto por três fases eliminatórias. Na primeira fase, os interessados apresentam suas ideias de negócio e a equipe de trabalho. O objetivo é verificar se a ideia é inovadora, traz benefícios para a região e tem potencial de mercado. Passam para a segunda fase até 300 propostas em que os selecionados devem elaborar um projeto de empreendimento, detalhando o plano de negócio executivo, com o objetivo de demonstrar o potencial da ideia para gerar um bom negócio. A terceira fase, para a qual passam até 200 das propostas, consiste no desenvolvimento de um projeto de fomento, com apresentação detalhada do orçamento e do planejamento de execução do projeto. Em cada uma das fases de proposição e seleção os empreendedores recebem capacitação empreendedora para o desenvolvimento de seus projetos.

Ao final são selecionados até 100 projetos que se tornarão empresas e serão contemplados com a subvenção econômica. As empresas passarão pela etapa de pré-incubação do programa, em que durante 6 meses receberão suporte para o desenvolvimento dos seus produtos e modelo de negócio.

 

Resultados do programa em outros estados

Criado em 2008 pela Fundação CERTI, o Sinapse da Inovação já apoiou a criação de 557 startups em Santa Catarina, no Amazonas e no Espírito Santo, recebendo em cada edição regional, mais de mil ideias inovadoras, fomentando a cultura empreendedora dos estados de atuação.

Desde o seu lançamento até a 6ª edição catarinense, em 2017, o Sinapse da Inovação apoiou a criação de 483 empresas em Santa Catarina, que geraram mais de 2 mil empregos diretos, e incentivou a formação relações de parcerias entre startups, universidades, grandes empresas e toda a rede de incubadoras do estado. Em 2015 o programa iniciou sua primeira edição no Amazonas, apoiando 28 startups, e em 2017, no Espírito Santo, apoiando 46 startups.

Em 2018, o Sinapse da Inovação chega ao Paraná, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Fundação Araucária e selecionará 100 projetos que se transformarão em negócios de sucesso.

Mais informações no site www.sinapsedainovacao.com.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.