Fundação Araucária - Destaque

06/09/2017

Representantes do Reino da Bélgica buscam parceria com o Paraná na área científica

O diretor geral da Seti Décio Sperandio, secretário em exercício, coordenou nesta segunda-feira (4), no Palácio Iguaçu, uma reunião com a comitiva da Embaixada da Bélgica, liderada pelo embaixador Dirk Loncke, para debater a possibilidade de parcerias na área de ciência e tecnologia.

Acompanhando o embaixador estavam o Cônsul Geral do Reino da Bélgica em São Paulo, Charles Delogne; o Cônsul Honorário do Reino da Bélgica em Curitiba, João Casillo; o Adido Econômico e Comercial da Região Valã em São Paulo, André Villers; a Adida de Ligação Científica da Wallonie – Bruxelles- Internationale (WBI), Julie Dumont; e o vice-presidente da Belgalux, Rudinei Carapinheiro.

Décio Sperandio apresentou o Sistema Estadual de Ensino Superior e destacou a importância de ampliar parcerias para o desenvolvimento de pesquisa científica, e avanço da mobilidade internacional entre cientistas brasileiros e belgas. “Cerca de 90% do corpo docente das universidades estaduais é composto por mestres e doutores e a possibilidade de intercâmbio de pesquisadores brasileiros e belgas irá contribuir para a inovação em diferentes áreas do conhecimento”.

O presidente da Fundação Araucária, Paulo Brofman destacou que a internacionalização das pesquisas é o grande desafio do momento. “A Fundação apoia iniciativas de universidades, institutos de pesquisas e empresas do Paraná que desenvolvem pesquisas, com o objetivo de disseminar o conhecimento. Queremos avançar no processo de internacionalização para a troca de experiências e inovação tecnológica”.

O embaixador Loncke ressaltou a importância do crescimento da relação entre os dois países na área científica e econômica. “A relação diplomática entre o Reino da Bélgica e o Paraná está evoluindo e passando para uma relação científica de cooperação acadêmica. Isso dignifica a relação entre os dois países e promove uma troca cultural”.

Também participaram da reunião o presidente da Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem) e reitor da Universidade Estadual do Centro-Oeste, Aldo Bona e o reitor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Paulo Sergio Wolff.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.