Fundação Araucária

06/02/2017

263 projetos submetidos na última chamada pública referente ao PPSUS são avaliados por especialistas

Entre os dias 06 e 08, os 263 projetos submetidos na chamada pública referente ao Programa Pesquisa para o Sistema Único de Saúde: Gestão Compartilhada em Saúde (PPSUS) serão avaliados por especialistas vindos de diferentes regiões e universidades brasileiras. O resultado deste edital será divulgado nos próximos dias. No Paraná, o valor investido pelo Governo do Estado, por meio da Fundação Araucária e da Secretaria da Saúde e pelo Ministério da Saúde será de R$ 5 milhões. O número de inscritos no estado é um dos maiores do Brasil.

“Estes investimentos possibilitaram atingirmos resultados importantes no que diz respeito ao desenvolvimento científico e tecnológico em saúde no Paraná. Com destaque para a aproximação entre os sistemas estaduais de saúde, ciência e tecnologia e a mobilização da comunidade acadêmica da área da saúde para o desenvolvimento de projetos de pesquisa em temas considerados prioritários para a população de diferentes regiões paranaenses”, disse o presidente da Fundação Araucária, Paulo Brofman.

O PPSUS está em todos os estados do Brasil e as Fundações de Amparo à Pesquisa atuam em parceria com as Secretarias de Estaduais de Saúde. A Fundação Araucária conta com a parceria do Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (Decit/SCTIE/MS), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (SESA-PR).

“Agradecemos todo o emprenho disponibilizado dos parceiros deste Programa, pois só desta forma atingiremos o nosso principal objetivo que é o da descentralização do fomento à pesquisa no Brasil”, destacou o representante do Ministério da Saúde e coordenador do PPSUS no Paraná, Cremildo Baptista.

O PPSUS tem por objetivo apoiar atividades de pesquisa mediante a seleção de propostas para apoiar a execução de projetos de pesquisa que promovam a formação e a melhoria da qualidade de atenção à saúde no Paraná, no contexto do SUS, representando significativa contribuição para o desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação em saúde.

“A Secretaria da Saúde fica muito interessada e atenta aos projetos submetidos, pois tem o total interesse que eles sejam aplicados na rede estadual de saúde”, informou a representante da Secretaria da Saúde, Juliana Stoinski. A diretora da escola de saúde do Paraná – Ana Fonseca, técnicas da escola de saúde, o diretor científico da Fundação Araucária (FA) – Nilceu Jacob Deitos e a equipe da diretoria científica da FA também estiveram presentes na abertura do evento.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.