Fundação Araucária

22/12/2016

FA investe, em 2016, aproximadamente R$35 milhões em ciência, tecnologia e inovação

A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná (FA) tem como finalidade básica amparar a pesquisa e a formação de recursos humanos, visando o desenvolvimento científico, tecnológico e socioeconômico do Estado. Em 2016, a FA lançou 17 chamadas públicas e apoiou ainda quatro programas vinculados ao acordo FA/ (Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa - CONFAP)/Fundo Newton. O investimento total disponibilizado foi de R$34.935.127,76, englobando 2.900 bolsas de iniciação científica, de extensão e de inclusão social contratadas até o momento, as outras chamadas públicas encontram-se em processo de avaliação. 

Estes recursos beneficiam professores, técnicos, alunos da graduação e recém-formados, além de prover investimentos em custeio e capital. A FA financia também bolsas de estudo na modalidade sênior direcionada aos pesquisadores já aposentados, a bolsa técnico destinada a profissionais que podem auxiliar os pesquisadores no manuseio de equipamentos dos laboratórios, a de produtividade que tem como objetivo incentivar o trabalho daqueles pesquisadores que mais produção científica possuem em suas áreas. A bolsa de pós-doutorado em empresas que une a realidade do mercado de trabalho com a academia. Por fim, existem as bolsas de pós-doutorado, de mestrado, de doutorado e de capacitação docente que têm como principal finalidade auxiliar na melhoria da qualidade dos programas de pós-graduação das universidades. 

Destacam-se como parceiros da FA, a Fundação Boticário; Renault do Brasil; Sanepar; Prati-Donaduzzi;Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível - Capes; Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq; Ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações e da Saúde; Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (Decit/SCTIE); Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil); Parque Tecnológico de Itaipu; Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - SENAI; FINEP – Financiadora de Estudos e Projetos; INRIA - Institut National de Recherche en Informatique et Automatique; CNRS – Centre National de la Recherche Scientifique; INS2i – Institut des Sciences de l’Information et de leur Interactions e Prati- Donaduzzi. 

“Entre os anos de 2011 a 2016 foram aplicados mais de R$383 milhões de reais, aprovados aproximadamente quatro mil projetos e 18 mil bolsas. Estes dados demonstram que o Governo do Paraná possui atenção especial com relação ao investimento não só na educação, mas também nas áreas da ciência, tecnologia e inovação do Estado”, ressaltou o presidente da Fundação Araucária, Paulo Brofman.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.