Araucária ganha o primeiro lugar no Prêmio CONFAP de Boas Práticas – Categoria Modernização Administrativa
10/12/2021 - 23:14

Durante o primeiro dia (09) do Fórum também foi realizada a cerimônia de entrega  dos Prêmios CONFAP de Ciência, Tecnologia & Inovação – “Professor Francisco Romeu Landi” e de Boas Práticas em Fomento à C,T & I.A gravação da premiação pode ser assistida por meio deste link: https://youtu.be/c59stuw9H30. A Fundação Araucária ganhou o primeiro lugar no Prêmio CONFAP de Boas Práticas – Categoria Modernização Administrativa – com a iniciativa plataforma  iAraucária.

Trata-se de um recurso que permite identificar e localizar pesquisadores usuários de Lattes, suas produções científicas e técnicas, diferentes perfis de formação e de atuação. A iAraucária também permite acesso a informações dos Grupos de Pesquisa cadastrados no CNPq e suas respectivas áreas de concentração. A identificação de pesquisadores leva também à identificação da infraestrutura na qual eles atuam (universidades, laboratórios, centros de pesquisa, etc.). Com base nestas informações, forças tarefas podem ser criadas para desenvolvimento das pesquisas de interesse do Estado do Paraná.

“Agradecemos muito à FINEP pelo pronto aceite em patrocinar esses dois prêmios que tem como um dos principais objetivos reconhecer o trabalho das FAPs e pesquisadores”, disse o Presidente do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa – CONFAP - Odir Antônio Dellagostin.

Prêmio CONFAP de Boas Práticas em Fomento à Ciência, Tecnologia & Inovação (Edição 2021)

É concedido às FAPs que tenham desenvolvido ações e procedimentos criativos, diferenciados, inovadores, eficientes e eficazes no fomento ao desenvolvimento e execução da Política Nacional de CT&I e que, por consequência, tenham potencializado a interação entre academia, setor produtivo, governo e sociedade e elevado a qualidade e/ou a quantidade de pesquisas científicas apoiadas em seus respectivos estados.

O objetivo desta premiação do CONFAP é reconhecer e destacar as iniciativas de sucesso das FAPs, além de contribuir para o processo de integração e troca de experiências exitosas entres as Fundações dos diferentes Estados brasileiros.

As FAPs classificadas em primeiro lugar, em cada uma das categorias, serão premiadas com certificado, troféu e medalha, os segundos lugares com certificado e troféu e os terceiros lugares com certificado e medalha. Além disso, receberão o “selo CONFAP de Boas Práticas”. Conheça as FAPs premiadas:

Categoria Modernização Administrativa:

1º Lugar -  “Plataforma  iAraucária”, da Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Estado do Paraná;

 2º lugar -  “Projeto FAPEMIG em Dados”, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG);

3º lugar - “Criação da Diretoria de Programas e Monitoramento”, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG)

Categoria Gestão e Desenvolvimento Organizacional:

1º lugar - “Programa de Compliance Público do Poder Executivo do Estado de Goiás (PCP)”, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG);

2º lugar -  “Ações de Capacitação e Treinamento para Coordenadores de Projetos Aprovados pela FAPERGS”, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS);

 3º lugar -  “Planejamento Estratégico (PE)”, da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (FAPESQ).

Categoria  Desenvolvimento do Ecossistema de Ciência, Tecnologia & Inovação:

1º lugar - A iniciativa “Programa Doutor Empreendedor (PDEmp)”, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS);

2º lugar -  “Mobilização Capixaba pela Inovação (MCI)”, da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (FAPES);

3º lugar -  “Programa Cientista Chefe”, da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP);

3º lugar -  “Programa Ouse Criar”, da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (FAPESQ).

“A FINEP fica muito feliz em poder patrocinar prêmios como esses que enaltecem e valorizam o trabalho muitas vezes de uma inteira, de profissionais e instituições altamente renomadas e que merecem esse reconhecimento”, destacou o Diretor de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da FINEP - Marcelo Silva Bortolini de Castro.

Prêmio CONFAP de Ciência, Tecnologia & Inovação – “Professor Francisco Romeu Landi” (Edição 2021)

É uma iniciativa do CONFAP, com patrocínio exclusivo da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP/MCTI), e apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Outorgado a pesquisadores(as) que tenham se destacado em pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação, cujos resultados produziram conhecimento e beneficiaram, direta ou indiretamente, o desenvolvimento e o bem-estar da população brasileira.

É concedido também a profissionais de comunicação que, por meio do jornalismo científico, contribuíram para a aproximação entre a CT&I e a sociedade. O pesquisador indicado pela Fundação Araucária na área de Ciências Humanas, professor Carlos Frederico Mares de Souza Filho - da PUCPR  - ganhou o primeiro lugar.

"O Paraná possui profissionais da ciência, tecnologia e inovação altamente qualificados e isso faz com que sejam criadas riqueza e renda para o Estado e faz também com que a ciência e a tecnologia sejam  transformadas em inovação mais facilmente. Por esse motivo reconhecer o trabalho desses profissionais por meio desse Prêmio é fundamental”, destacou o diretor científico, tecnológico e de inovação da Fundação Araucária, Luiz Márcio Spinosa.

Cada edição deste Prêmio receberá o nome de um pesquisador ou pesquisadora com relevantes contribuições à CT&I nacional. Nesta primeira edição de 2021, o homenageado é o professor e pesquisador Francisco Romeu Landi (in memoriam).

Romeu Landi foi um dos principais articuladores e incentivadores para a criação de uma entidade brasileira que representasse, em nível nacional e internacional, as Fundações de Amparo à Pesquisa. Sua inestimada contribuição à CT&I brasileira em vida, possibilitou dois anos após o seu falecimento em 2004, a criação do Conselho Nacional das FAPs, o CONFAP, em 28 de abril de 2006.

Os agraciados deste Prêmio receberão certificados de premiação, troféus e premiação financeira. Além do reconhecimento nacional pelas contribuições à CT&I brasileira.Os classificados em primeiro lugar receberão R$ 10.000,00, em segundo lugar, R$ 6.000,00, e em terceiro lugar R$ 3.000,00, em cada categoria/subcategoria. A premiação financeira total nesta primeira edição é de R$114.000,00. Conheça os vencedores:

Categoria Pesquisador(a) Destaque - Ciências da Vida:

 1º lugar – Ricardo Tostes Gazzinelli, da UFMG (Indicado pela FAPEMIG –  Minas Gerais);

 2º lugar – Luis Augusto Paim Rohde, da UFRGS (Indicado pela FAPERGS – Rio Grande do Sul);

3º lugar – Felipe Dal Pizzol, da UNESC (Indicado pela FAPESC – Santa Catarina).

Categoria Pesquisador(a) Destaque – Ciências Exatas:

1º lugar  – Paulo Eduardo Artaxo Netto, da USP (Indicado pela FAPESP – São Paulo);

 2º lugar – Aloisio Nelmo Klein, da UFSC (Indicado pela FAPESC – Santa Catarina);

3º lugar – Ado Jorio de Vasconcelos, da UFMG (Indicado pela FAPEMIG –  Minas Gerais).

Categoria Pesquisador(a) Destaque – Ciências Humanas:

 1º lugar – Carlos Frederico Mares de Souza Filho, da PUCPR (Indicado pela Fundação Araucária – Paraná);

 2º lugar – Maria Lúcia Teixeira Garcia, da UFES (Indicada pela FAPES– Espírito Santo);

3º lugar – Jacyra Andrade Mota, da UFBA (Indicada pela FAPESB – Bahia).

Categoria Pesquisador(a) Inovador (a) – Inovação Para o Setor Empresarial:

1º lugar – Eduardo James Pereira Souto, da UFAM (Indicado pela FAPEAM –  Amazonas);

2º lugar – Antônio Luiz Pinho Ribeiro, da UFMG (Indicado pela FAPEMIG – Minas Gerais);

3º lugar – Alberto Ferreira de Souza, da UFES (Indicado pela FAPES – Espírito Santo).

Categoria Pesquisador(a) Inovador (a) – Inovação Para o Setor Público

1º lugar – Ana Paula Salles Moura Fernandes, da UFMG (Indicada pela FAPEMIG –  Minas Gerais);

 2º lugar – Rodrigo Ribeiro Rodrigues, da UFES /LACEN (Indicado pela FAPES – Espírito Santo);

 3º lugar – Leonardo de Azevedo Calderon, da Fiocruz/RO (Indicado pela FAPERO – Rondônia).

Categoria Profissional de Comunicação:

1º lugar – Eonir Teresinha Malgaresi, da EPAGRI (Indicada pela FAPESC – Santa Catarina);

2º lugar – Wedson de Castro dos Santos, da REDE AMAZÔNICA-AP (Indicado pela FAPEAP – Amapá);

3º lugar – Herton Escobar, da USP (Indicado pela FAPESP – São Paulo).

 

Fonte: com informações da Assessoria de Comunicação do CONFAP.

Fotos: Luiz Bernardo Jr. /Unila.

GALERIA DE IMAGENS